PROCON Rj vai a Justiça contra o fim da velocidade reduzida na rede móvel

Após o Ministério da Justiça cobrar explicações das operadoras sobre a atitude de cortar a internet ao término da franquia em vez de reduzir a velocidade da conexão, como vinham fazendo, chegou a vez de o Procon se manifestar.


A unidade do órgão no Rio de Janeiro entrou com uma ação na Justiça contra Claro, Oi, Tim e Vivo pedindo uma liminar que garanta o acesso à rede com velocidade reduzida.

O Procon tomou a iniciativa, segundo a Folha de S.Paulo, por entender que as operadoras alteraram os acordos que mantêm com os clientes de forma unilateral, o que vai contra determinações da Constituição e do Código de Defesa do Consumidor.

As operadoras só poderiam efetuar a migração para o novo modelo ao término dos contratos atuais. Caso descumpram o pedido, o Procon pede que seja aplicada multa diária de R$ 50 mil.

Claro, Tim e Vivo disseram à Folha que não foram notificadas sobre a ação, enquanto a Oi respondeu à reportagem que não comenta casos judiciais em andamento.


Bom, basta esperarmos para que voltem com pelo menos a velocidade reduzida quando o pacote é cancelado, porque ninguém merece ficar sem internet, muitas vezes os que tem necessidade de usar, por conta das operadoras, que lucram milhões e milhões, e ainda "forçam" o consumidor a comprar outros pacotes.

Deixe sua opinião nos comentários!

0 comentário "PROCON Rj vai a Justiça contra o fim da velocidade reduzida na rede móvel"

Postar um comentário

Obrigado por seus comentários